Buscar
  • Lila Mesquita

PISTAS

Atualizado: Mai 5

Escrevi ouvido: Lenine - O dia em que faremos contato


No último texto eu falei sobre como eu não permito o tempo ter tempo. Falei dessa minha armadilha de achar que eu tenho que estar muito mais à frente do que eu tenho condições e ferramentas para estar. Por favor, me fala que eu também não tô sozinha nessa, gente! Segura minha mão! hahaha

Nessas horas a Hera vem e faz aquela cara de “de novo, amada?”. Como eu falei lá no episódio compromisso, do meu podcast, o resultado final dos trabalhos que a Hera enviou para o Hércules, não era o que faria dele herói. O que faria do Hércules, um herói era o processo.


Ontem eu lembrei de um vídeo da Fernanda Lima fazendo yoga. Vocês já viram essa mulher fazendo Yoga? É impressionante. Aliás, pausa para o assunto quase nada a ver: Toda vez que volta a modinha de ficar exaltando o Rodrigo Hilbert (porque sempre volta, notaram?) eu fico pensando na Fernanda Lima. No bode que ela deve sentir de ler toda aquela babação de ovo, quando ela tá meio brigada com ele, meio de puta… hahaha sério, se fosse comigo eu ia virar tanto o olho que meu globo ocular ia até cair. hahahaha


Voltando: Fernanda Lima fazendo Yoga. É realmente impressionante a firmeza que ela faz os asanas, as transições limpas entre uma postura e outra… enfim, é a prática de quem faz Yoga há quase 20 anos. Não existe outro caminho para alcançar o que a gente quer, sem antes ter tempo para o processo. Mesmo quando a gente age por impulso, se a gente consegue alcançar o que deseja (o que é maravilhoso), é porque de algum jeito, nós já tínhamos ferramentas suficientes na nossa mochilinha.

O tempo tá aqui pra ajudar a gente. Passado, presente e futuro. Tenho lido meus antigos textos e encontrado pistas que eu deixei para mim mesma para reencontrar minha trilha. Tenho pensado que hoje, eu não preciso ser a Fernanda Lima, hoje eu posso começar a abrir espaço para quem eu quero me tornar. E depois… Depois a gente segue na dialética de farejar as pistas, abrir novos espaços se preciso e seguir.


Como eu falei no último áudio, o que eu estou vivendo hoje é só o primeiro passo para o que eu realmente desejo… e se precisar mudar trilha, eu crio novas pistas porque eu sei que eu tenho ferramentas para isso.


Quais são as pistas que você se deixou?

Você tem olhado para elas e conectado todos esses pontinhos da sua história?



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CAÍDA

RAIVA